Pessoal,

"Na moral" isso já deu o que tinha que dar. Peguem os emails de quem
está interessado no debate e discutam entre sí. Ou até mesmo criem uma
lista para tal, mas isso ja ta "enchendo o saco".

Serei obrigado solicitar moderação caso isso continue dessa maneira.

Atenciosamente,

Rafael Gomes
Consultor em TI
LPIC-1 MCSO
(71) 9277-8868
IV Encontro Nordestino de Software Livre & IV Encontro Potiguar de
Software Livre
http://ensl.org.br

Atenção: Este e-mail pode conter anexos no formato ODF (Open Document
Format)/ABNT (extensões odt, ods, odp, odb, odg). Antes de pedir os
anexos em outro formato, você pode instalar gratuita e livremente o
BrOffice (http://www.broffice.org).



2010/10/3 monicap...@gmail.com <monicap...@gmail.com>:
> diante de tanto machismo e falta de argumentos, até entendo a falta de
> paciência de todos os lados.
>
> mas, krishna, eu tenho #vergolhalheia desse momento do psl-ba, sinto
> falta de mais opiniões por aqui, aí acaba recaindo pra cima de goa,
> que é quem mais debate o tema.
>
> eu mesmo dispenso uma discussão que rola coisa do tipo "porque meus
> professores não falam sobre isso". Não me soa familiar...
>
> abs,
>
> 2010/10/3 Krishnamurti L. L. V. Nunes <krishnale...@gmail.com>:
>> Excelente! Para que vamos discutir mais alguma coisa aqui na lista, se
>> a Fabiana sabe tudo?
>> Não precisa mais discussão, é só perguntar pra Fabiana, que ela com
>> prazer lhe presenteará com a verdade infalível, absoluta e
>> irredutível!
>>
>> --
>> Krishna - que não sabe nada.
>>
>>
>> Em 3 de outubro de 2010 10:47, Fabiana goa <fabiana....@gmail.com> escreveu:
>>>
>>>
>>> Em 2 de outubro de 2010 15:43, Thiago Freire <freir...@gmail.com> escreveu:
>>>>
>>>> 2010/10/1 Fabiana goa <fabiana....@gmail.com>
>>>>>
>>>>> Será que uma pesquisa feita por um jornalista da editora abril pode ser
>>>>> utilizada pra gente afirmar que mulheres gostam mais disso do que daquilo?
>>>>> Essa planificação já não tem um preconceito embutido?
>>>>
>>>> Esse jornalista apenas entrevistou outras pessoas e procurou por
>>>> pesquisas, a teoria não é dele.
>>>>
>>>>>
>>>>> Acho que o passo número 1 é começar a questionar o que aprendemos através
>>>>> da mídia de massa, ocidental, machista, branca e homofóbica. De novo,
>>>>> reproduzir essas mensagens é simplesmente agregar ao problema como uma 
>>>>> bola
>>>>> de neve.
>>>>
>>>> Eu concordo. Mas, falando sobre o caso da teoria, eu aprendi que ela
>>>> existe com meu professor de Sociologia. Eu não estou falando que ela está
>>>> certa, só estou dizendo que existe e é sustentada por pesquisas sérias. Da
>>>> mesma forma que as outras teorias antagônicas.
>>>>
>>>
>>> Qual teoria? Se tiver algo na sociologia que sustente isso eu leio com o
>>> maior prazer.
>>> Compartilha ai essas pesquisas sérias tb.
>>> Pesquisa da editora abril, da veja, da globo serve nem de tapete de
>>> cachorro... Fico pensando no quanto a mídia (editora abril é uma mídia
>>> certo?) ganha explorando a baixa auto estima feminina, levando adiante essas
>>> bobagens como:  lugar de mulher não é nas profissões tecnologicas, isso sem
>>> falar da questão estética heim, mesma coisa com criança, já reparou no teor
>>> imperativo das propagandas voltadas pro público infantil? Você ralmente acha
>>> que essas pesquisas são legais?
>>>
>>>>>
>>>>> Ecofeminismo é um termo originalmente "criado" por Françoise d´Eaubonne.
>>>>> É a teoria que busca o fim de todas as formas de opressão. Relaciona as
>>>>> conexões entre as dominações por raça, gênero, classe social, dominação da
>>>>> natureza, do outro - a mulher, a criança, o idoso, o índio. Identificam-se
>>>>> vários Ecofeminismos que acordam quanto fim dos "ismos" de dominação, 
>>>>> sejam
>>>>> eles históricos, simbólicos, casuais, literários, políticos, religiosos,
>>>>> étnicos e buscam igualmente o resgate do Ser. Um convívio sem dominante e
>>>>> dominado, onde há complementação e nunca exploração.
>>>>
>>>> A idéia e o objetivo são perfeitos, mas tem gente de outros "ismos" que
>>>> não gostam da denominação, justamente por causa do "feminismo". Pode até
>>>> arranjar uma denominação única, mas porque "feminismo"? Fica parecendo que 
>>>> é
>>>> mais importante que os outros.
>>>
>>> Quem falou em feminismo?   "ismos" que propagam essas relações de
>>> hierarquia, segregação de grupos e de classes. Enquanto a gente precisar ser
>>> ismo ou isma, é sinal de que alguma coisa tá errada.
>>>
>>>
>> _______________________________________________
>> PSL-BA mailing list
>> PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
>> https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba
>>
>
>
>
> --
> Mônica Paz
> Mestre em Cibercultura - UFBA
> http://softwarelivre.org/monicapazz
> http://twitter.com/monicapazz
>
> IV ENSL / IV EPSL - http://www.ensl.org.br
> Natal/Rio Grande do Norte, 05 e 06 de Novembro/2010
> http://identi.ca/ensl  http://twitter.com/ensl_oficial
> _______________________________________________
> PSL-BA mailing list
> PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
> https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba
>
_______________________________________________
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Responder a