Em 08/12/2008, às 23:25, Cláudio Sampaio escreveu:

Conheço um pouco, condeno os erros, louvo os acertos, mas não vejo uma unidade tão consistente e escatologicamente concentrada no malefício à sociedade como a Microsoft. De qualquer jeito, não acho que seja fácil encontrar livros de denúncia sobre o histórico dessas empresas (fora o da IBM no Holocausto, que acredito que seja suficientemente confirmado e não mais controverso).

Não precisa procurar livros. É só ler as notícias sobre as empresas, conversar com quem é cliente delas ou mesmo com quem trabalha lá.

A Oracle, por exemplo, tem aparecido frequentemente como "commiter" do Linux kernel ou mesmo apresentada como empresa que "abraçou" o Software Livre. Mas, não precisa ir muito longe pra entender até que ponto ela é "colaborativa" e qual a cultura "real" da empresa.

Bicho, isso é bastante fácil. De forma genérica, buscar comentários contra patentes em fóruns de software livre é moleza. Exemplo (a maioria dos exemplos aqui envolve patentes de software, lógico):

Acho que você não entendeu minha afirmação. Comentários genéricos contra patentes eu acho a torto e direito em fóruns de *qualquer* tipo. Eu estou falando sobre fóruns de Software Livre criticando a IBM por usar suas patentes como fonte de renda. Estamos falando de algo que rende mais de USD10bi pra empresa.

Não consegui achar da Sun, não sei se ela emprega suas patentes para alguma coisa da forma das outras empresas. Sabe de algum caso?

Da Sun eu acho que o perigo mora em outro canto. O atual CEO passou um bom tempo apregoando os benefícios do Free Software. MAS, o FREE aqui é de GRÁTIS mesmo. Infelizmente, ele fazia questão de apresentar isso de uma forma que confundia sempre Livre com Grátis. Tenho trocentos podcasts com ele dando esse tipo de declaração. Sem falar na briga do Gosling com o Stallman, onde o primeiro se mostrou completamente clueless sobre o que é Software Livre (e fui a um evento onde ele demonstrou que realmente não sabia *nada* sobre o assunto, embora não se restringisse na hora de fazer críticas).

E não é isso que estou fazendo, mas há que se fazer a categorização essencial de "certo" ou "errado". E o que a Microsoft faz é quase sempre errado, MUITO errado, FUNDAMENTAL e propositalmente errado, como estratégia de funcionamento, existência e crescimento.

Bom, parece que você já fez um pré-julgamento antes mesmo de olhar o que ela tem a oferecer hoje. Dizer que o que ela faz é "quase sempre errado" é algo muito "fundamentalista" na minha opinião, mas cada um tem direito a sua. :-)

O Antônio já não respondeu essa? "De acordo com o histórico da empresa"... Ou você acha que ninguém deve aprender depois de ver o mesmo golpe aplicado 500 vezes?

"De acordo com o histórico da empresa" a IBM deveria ter sido recebida com muuuuito mais desconfiança do que foi na época em que começou a se envolver com SL. Sinceramente, acho que isso só não aconteceu porque ela se posicionou claramente em oposição à Microsoft, que já havia ganho a pecha de "Império do Mal". Diga-se de passagem, até o início dos anos 80 essa "pecha" era invertida e a IBM era o gigante que esmagava tudo a sua frente (e que teria sido desafiada pela então pequena Microsoft).

Não sei analisar todas as áreas de cinza. Mas aí que está, a Microsoft raramente faz algo tão dúbio assim; quando ela resolve atacar o software livre, ataca frontalmente e com munição pesada, como falando das patentes contra o software livre, taxando de câncer e semelhantes. Não há nem a sutileza da dubiedade e é isso que me espanta, é o público e não o ilusionista que fabrica essa suposta dubiedade.

Eu diria o seguinte, o histórico da empresa não é dos melhores, mas o histórico de gente como o Ray Ozzie é bem interessante. E se ele for mesmo dar as cartas ao menos como Chief Architect, talvez muita coisa realmente venha a ser diferente.

Peraí, você está mesmo defendendo a Microsoft explicando por que ela pode usar armas piores e as outras não? Você quer alegar IGUALDADE pra ela incluindo em seus argumentos algo que mostra que ela *PODE SER PIOR*? Você está é provando meu ponto ao invés de contradizê-lo.

Em que momento eu "defendi" alguma empresa? Até o momento eu estou apenas dizendo que ela é mais cobrada por suas atitudes do que outras empresas. Onde *exatamente* eu disse que isso dava carta branca para ela fazer o que bem entendesse???

É exatamente isso que não entendo: como a Microsoft consegue manipular mentes e corações para criar essa impressão falsa, absurda, de que ela é mais vilipendiada que outras empresas não porque é pior, mas porque age igual a todas as outras.

"Pior" aqui é muito subjetivo. Se você for cliente, digamos, Oracle, talvez você considere a empresa muito "pior" do que a Microsoft em determinados pontos de atuação.

Porque as outras não são tão malignas. Na verdade elas não são ignoradas, se você googlar por aí você acha críticas contra praticamente qualquer empreendimento comercial que quiser. Mas como a Microsoft é muito maior, ela ganha muito mais vozes. Devia ser diferente?

Olha de novo o julgamento totalmente subjetivo aí. Se você tem como provar objetivamente que ela é "pior", beleza. Caso contrário, trata- se apenas da sua opinião. Se há quem não concorde, ao menos você deveria respeitar o ponto de vista alheio.

Não estou nem aí se o sistema capitalista em si é algo certo ou errado. O que me interessa é que mesmo dentro de um sistema hipotético capitalista ideal em que todo mundo possa viver feliz, a Microsoft ainda faz errado, age errado, pela simples razão que, por mais que o objetivo de uma empresa seja tão-somente ganhar dinheiro, para esse objetivo ela NÃO PODE CONTRARIAR A LEI e NÃO DEVE FERIR A ÉTICA.

Certo. Me surpreende você considerar que as outras têm passe livre para tanto. Pois, no final das contas, ao "valorar" os atos "vis" de uma empresa em relação a outras, e estabelecer que "tudo o que a MS faz é pior", então você acaba "absolvendo" as demais.

20 anos não é tanto tempo. Se não devemos esquecer crimes de 70 anos atrás da IBM, por que deveríamos esquecer os de 20 anos da Microsoft? Agora sou eu que questiono seu tratamento desigual.

Não falei que nada devia ser esquecido. E você quer mesmo comparar assistência a GENOCÍDIO com práticas predatórias de mercado? Em todo caso, eu estava falando de crimes da IBM há coisa de 30 anos (época dos processo anti-truste dos EUA e Europa contra a empresa).

Agora, na boa, eu acho que pelos parágrafos um pouco mais acima ficou claro que se trata de uma questão subjetiva. Eu realmente não consigo "valorar" de forma objetiva que o que a MS faz é "pior" do q as mesmas práticas usadas em outras empresas. Pra mim são todos anti-éticos e pronto. Não existe "mais" anti-ético ou menos. Ou você é ético ou não. E, neste ponto, a Microsoft tem condutas anti-éticas da mesma forma que a IBM, Oracle, Sun, SCO, etc. Não acho que se deve dar uma "aliviada" à MS, mas sim dar uma "pressão" maior sobre outras empresas. Especialmente aquelas que usam a "bandeira" do Software Livre como estratégia de marketing.

OJr._______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a