2010/9/30 Fabiana goa <fabiana....@gmail.com>:
> oi thiago
>
> Você mesmo já respondeu porque seu comentário não faz nenhum sentido.
>
> Claro que você acha tosco né.. menos uma possibilidade de estar num espaço
> onde os machos se destacam. Aposto que vc tb é contra cota pros negros né?
> Assim a universidade fica cheia de branco.
>
> é cada uma que se ouve...
>
> #fail
Eu apoio o "Outreach Program for Women Internships" do GNOME pq é
sempre bom estimular a produção de SL por mulheres (já que nossa área
é tão carente de membros do sexo feminino), mas eu sou contra as cotas
pra negros hehehe

*** Aviso de off-topic ***
Deixa eu me explicar melhor antes de me crucificarem.
A cor de pele não importa em nada! Seria mais oportuno se houvesse
cotas para pessoas de baixa renda. Isso beneficiaria muito os negros
já que eles compõem, por motivos históricos, a maior parcela da
população de baixa renda no Brasil. Na verdade, a composição
demográfica da parcela pobre não importa em nada para avaliar o mérito
das cotas para pessoas de baixa renda. Se os negros não forem os "mais
pobres" do Brasil, então as cotas para pessoas de baixa renda não
iriam criar a injustiça que as cotas para negros criariam neste
cenário: a população brasileira não seria discriminada pela cor da
pele de modo que os negros se beneficiassem no processo seletivo das
faculdades. Isso já seria um ponto a mais em prol desta idéia e a
tornaria válida em quaisquer cenários futuros e distribuições
demográficas que o Brasil fosse assumir no futuro.

O que falta só é mostrar pq tais cotas seriam benéficas por si só. E
eu imagino que o argumento para isto seria justamente que ajudariam a
eliminar as distorções sociais históricas (do período de escravatura)
diminuindo os contrastes socioeconômicos do Brasil.

-- 
[]'s
Lucas
_______________________________________________
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/mailman/listinfo/psl-ba

Responder a